A atenção plena não é uma bola de cristal mas a clareza pode ser mágica